quarta-feira, fevereiro 01, 2006

O Faz Tudo e uma grande sarrabulhada



(papas de sarrabulho)


Mas que grande sarrabulhada por aí vai nas politiquices!

Ele é o Alegre, que ninguém sabe se é do PS, ou não!
Se é deputado, ou não!
Se é Vice da Assembleia da República, ou não!
Se vai em frente com o novo movimento cívico, ou não!
Só tem uma desculpa... está de baixa!

Ele é o PSD que não sabe ainda o rumo a tomar!
É o Marques Mendes à nora!
É o tempo a passar-se e ele sem saber o que dizer! e muito menos o que fazer!
É o congresso extraordinário à porta, e uns quantos já a perfilarem-se!
Ele é alteração de estatutos, ou não?
Ele é directas, ou não?
É eles caladinhos como um rato, pois não sabem por que ponta hão-de começar! ou já começam a degladiar-se!

Ele é o Sócrates a mandar em tudo e a mexer em tudo, mesmo que o pessoal não queira!

Ele o Soares, o Jerónimo e o Louçã... cadê eles?
Também estarão de baixa?

Isto tudo bem misturado e com mais uns quantos condimentos (puxem pela cabeça), dava cá uma sarrabulhada digna lá das bandas do Minho!

O gosto é que era com toda a certeza muito mau, além de difícil digestão!

2 comentários:

grzl disse...

se bem percebi, a política está uma grande sarrabulhada de difícil digestão.
não podia estar mais de acordo.
um abraço
graziela

Duarte disse...

Gostei de ler esta análise à situação politica em que vivemos.

Há 15 dias o País estava em ebulição , como um cozido numa panela de pressão. Agora, abriu-se a válvula de segurança e, aparentemente, tudo parece calmo.

Mas é só aparência, pois tudo está em polvorosa.

Um abraço

Free counter and web stats