segunda-feira, dezembro 10, 2007

o faz tudo está de volta!

















(photo de Carlos AGM)



Na Quarta-feira passada, manhã cedo, embarcou com destino a destino exótico, a bordo de avião sem asa, de gente amiga!

Já de si a ideia era exótica!

Já tinha em tempos saboreado os petiscos e desfrutado das condições hoteleiras que se mantinham inalteradas, com excepção duma caiadela nas paredes, aguardando que estavam para daí a uns dias, de nova ala, essa sim, dizem que moderníssima e cheia de efes e erres!

Check-in feito... suite 36!

Quinta-feira seguinte quando pensava o Faz Tudo regalar-se com um lindo dia de Sol de Outono, nos pátios e jardins do solar, é enfiado numa sofisticada e equipada sala de "operações" - qual NASA, qual carapuça! - e através de ferros, ferrinhos, ferranchelhos, câmaras de vídeo, tisoiras, canivete, aspiradores, lâmpadas, compressas e sempressas, tubos, ares (oxigénio incluido!), parafusos, porcas e frases que ditas agora aqui nada significam, mas que no momento exacto fazem sair do "além" e regressar (desta vez com alguma cerimónia!) ao mundo terráqueo, donde apesar de tudo ainda não queremos ir embora!

Chiça! por "onde" andou o Faz Tudo!

O resto da semana foi passado dentro de uma trivialidade tranquila, bem assessorado e... lá está de novo em casa! onde se sente "em casa"!

Está pois de volta!

segunda-feira, dezembro 03, 2007

o faz tudo e as horas incertas!


















Criou este mostrador onde, mesmo assim, o tempo não anda para trás!


o faz tudo e a tempestade!



















(photo de Carlos AGM)






Aproxima-se a tempestade!

O Faz Tudo, com um ligeiro nervoso miudinho, aguarda que não cause problemas e que passe, sem deixar mazelas, fazendo uma bela duma limpeza a toda a porcaria que nos rodeia!

Chega de tanto lixo acumulado e por tanto tempo!

(... é apenas uma metáfora, como tantas outras! não se preocupem!)








sábado, dezembro 01, 2007

O faz tudo a caminho da "choldra"















(
Photo de Carlos AGM)




E pronto lá vai ele!


Lida a sentença (aprovada por unanimidade), pelo Presidente do tribunal colectivo, o desgraçado do Faz Tudo pelo simples e inofensivo deguste de duas imperiais moldavas da marca Cushing (jamais experimentem!) vai parar com os costados à "choldra", sabendo que tem que se apresentar na próxima 4ª feira, é o tempo que lhe concedem para a deslocação (repatriamento), mas não sabendo exactamente quando será liberto (os tribunais lá para aquelas bandas são fora do normal!).

Vai tentar que o tempo passe rápido!

Vai tentar passear pelos recreios nas horas da sossega!

Ler vai ser difícil pois a concentração estará, quase de certeza, offline!

Vai seguir à risca o que o Director e acólitos da "residência" lhe mandarem fazer ( é sempre bom dar um bocado de "graxa" aos superiores!)

Vai com toda a certeza receber a visita de amigos que lhe não invejarão a sorte!

Mas uns dias depois será a liberdade!

E o reinício da vida que espera com qualidade, compinchas, fotografias, passeatas... sabe lá que mais!

Querem um conselho?

Pois o Faz Tudo não dá! É contra os seus princípios!

Apenas:
preservem os AMIGOS - antigos ou recentes - e agradeçam-lhes a AMIZADE!

Esta e a saúde são dois bens que não se podem de maneira nenhuma perder!

Depois volta! Agora vai dar descanso ao esqueleto!








terça-feira, novembro 27, 2007

o faz tudo amanhã vai a tribunal!















(tirada daqui)





Ele há coisas do diabo!


Quando há dias andava a passear, cansado, pela já referida em post anterior, avenida principal da capital de uma auto-independente República Moldava, resolveu alugar uma carripana para umas voltas maiores e melhor acuidade dos arrabaldes.

Poucos quilómetros andados e a polícia manda-o parar e "bufar" para o balão!

Tinha acabado de emborcar duas belas cervejas CUSHING (típicas e produzidas lá no sítio) que lhe tinham sabido pela vida, de geladinhas que estavam!

Ainda tentando aldrabar o agente da autoridade, soprando devagarinho, o bendito não foi na conversa e o teste deu positivo!

Abreviando!

Amanhã lá vai o desgraçado a tribunal e quase de certeza vai ser condenado a uns dias de "repouso"!

Com as leis vigentes na referida auto-independente República Moldava, palpita-lhe que a pena começará efectivamente durante a próxima semana e será coisa para uns 7,8,9,10 dias.

Os tipos não brincam em serviço!

Espera é que o Estado Português peça a extradição, para cá poder cumprir a pena, pois sempre terá a hipótese de visitas de amigos!

Já agora aproveita para "informar":

- gosta de ler o DN
- gosta de uma ou outra revista (nada de cor-de-rosa!)
- não gosta muito de chocolates ou rebuçados

Mas acima de tudo gosta de gente amiga e solidária!

Quando souber para que penitenciária irá e quando, a informação será dada! OK?

terça-feira, novembro 20, 2007

o faz tudo e uma nova cerveja!

















(TIRADA DAQUI)




Há tempos, passeando pela capital de uma República auto-independente da Moldávia, deu-se conta que se cansava ao fim de pouco tempo de marcha!

Atribuiu o facto a uma qualquer falta de vitaminas, mas não sossegando, foi entender-se com "experts"!.

Ena pá! a catrefa de exames e mais exames a que se sujeitou e resultados ... nicles!

O tempo ia passando e o cansaço a aumentar!

A fragilidade a incrementar-se!

Descoberta a causa finalmente!

Num consultório da principal avenida da referida capital de uma auto-independente República Moldava, por uma daquelas amigas que se preocupa a sério com o deslindar de mistérios!

O Faz Tudo não gosta de ser maçador e como tal poupa-vos ao resto da saga!

Afinal tudo não passava da ingestão, em boas e copiosas doses, de uma nova cerveja da referida República e que dá pelo nome de "Cushing", seja lá isso o que queira dizer em Moldavo!

Agora segue-se a desintoxicação e desabituação àquela simpática cerveja, cujo rótulo é visível ali em cima!

Agora? só portuguesas e sem álcool!

Por falar nisso e com a sede com que está...vai deitar a baixo uma "ÁGUA DE CASTELO"!






domingo, novembro 18, 2007

o faz tudo acha piada à ASAE!






















(está escrito na photo onde a fui buscar)




Por onde o Faz Tudo já andou!!!...

Que grandes mijoquices deve o Faz Tudo ter bebido ao longo da já sua proveta idade na mais famosa "tasca" de Portugal!!!

Quantas bolorentas e desenxabidas sandes de presunto deve ter deglutido este desgraçado no mesmo espaço!

Obrigado ASAE!!!

Assim, sim!

Até que enfim!

Gosta particularmente deste organismo pois que além de didáctico e esterilizador, anda a gozar à brava, o que aliás é apanágio dum bom português!

O Faz Tudo imagina e isso não é proibido, a galhofa ao fim do dia, do pessoal a fazer a "contabilidade", no salão das reuniões!!!



Como já tomou o descafeinado, não sabe muito bem o que fazer!

o faz tudo e o Artº 54 da ordem dos médicos




















Não gosta lá muito de meter foice em seara alheia, mas deste vez não resiste!

Acaba de ler crónica de uma Jornalista e fazedora de opinião, que preza, Fernanda Câncio e pasmou com o conteúdo!

Assim, Meninas, se quiserem laquear as trompas têm de levar autorização do respectivo maridão!, se não... nada feito!

Assim, Meninos, se quiserem fazer uma vasectomia têm de levar autorização da respectiva consorte!, se não... nada feito!

Isto hoje! e vem no Artº 54 da OM!

O Faz Tudo propõe à OM ( mais dia menos dia vai ter que alterar os seus estatutos) que aproveite e imponha que sempre que um Homem tenha que tomar hipotensores, leve também e por escrito, o assentimento da querida esposa!

Como ninguém diz nada...

Vai tomar um descafeinado!

quinta-feira, novembro 15, 2007

o faz tudo vai trabalhar!





















(TIRADA DAQUI)





Trabalhou até há cerca de um ano num escritório, onde o patrão era um déspota! como o referiu várias vezes neste blog que espera ninguém leia!!


Agora, após um ano de sabática e muito embora a saúde não o tenha ajudado lá assim muito, decidiu que vai arranjar outro meio de auferir uns trocos para as despesas correntes.

Análises e estudos económicos, viabilidades financeiras, capacidade de resposta atempada, não a clientes mas a si próprio, às várias opções, pensou, pensou e... descobriu finalmente o negócio!

Vai roubar máquinas multibanco às gasolineiras e supermercados!

Apesar de muitas já terem sido levadas pela concorrência (já lhes perdeu a conta) e não ser uma actividade pecaminosa (nunca ninguém foi preso, apesar de filmado! e gravado em vídeo!), ainda deve haver muita por esse país fora!

O Faz Tudo está só a tratar dos leasings dos reboques ( para as deslocações rouba-se um carrito topo de gama!) e contratar dois funcionários, para os trabalhos mais pesados, para iniciar a actividade, tendo já tratado nas finanças do respectivo número de contribuinte!

Desejem-lhe sorte, pois que apesar de tudo, merece-a!

sexta-feira, novembro 09, 2007

o faz tudo e as cartas


















Quantas saudades de receber uma carta manuscrita de um amigo ou parente!


São aos magotes que diariamente nos chegam envelopes despersonalizados com publicidade, contas para pagar (nunca para receber!), avisos de "forca" se não satisfizermos os caprichos do fisco, extractos de conta da Brisa, dos bancos, das companhias de seguros, do raio do condomínio a pedir uma "ajuda", da netcabo, da TV cabo, enfim de tudo quanto é sítio... menos de um amigo ou parente!


Que saudades daquelas epistolas que se cheiravam antes de se abrirem, se viravam de costas para identificar o remetente, com estampilhas coladas a cuspo e para que a leitura fosse serena se abriam devagar, ou então com uma gana exacerbada porque era daquela pessoa que ...


Agora "sai" uma sms, um e-mail, fúteis, sem consequências de espécie alguma, sem alma, sem calor, sem sentimento de amor, paixão ou ódio!


O Faz Tudo encatrafiado nas modernas tecnologias, também as vai usando (muito pouco, mesmo raramente) !


Carta, carta a sério escreveu a última a um amigo de quem gosta muito e que até vive perto, mas que foi uma missiva cheia de amor, consideração, apoio, mas acima de tudo "à mão" ! já lá vão para aí 2 anos!


O correr do aparo da caneta no papel, acompanhando o dilúvio que se vai abatendo pela cabeça e que o coração bombeando, nos vai trazendo as letras é indubitavelmente um prazer !


Vai voltar a escrever cartas, umas necessariamente mais longas que outras, mas sempre com a convicção de que quem as receber vai ficar espantado por as receber!


E há tanta gente que inconscientemente ao fim de tantos anos o gostaria de fazer! e não faz!


Escrevam!


Escrevam uma carta a um amigo ou parente!


Vão "ver" a alegria de quem a receber!


Saudosismo? chamem-lhe o que quiserem!


Saudades a e de todos!

segunda-feira, novembro 05, 2007

o faz tudo minimamente feliz














(photo de Carlos AGM)
(clikando a photo aumenta)


Hoje o Faz Tudo está minimamente feliz porque de duas entidades teve notícias (praticamente pela primeira vez!) que muito lhe agradaram.


A primeira, vinda lá da UE (seja lá isso o que for...), vai acabar com a maldita publicidade aos alimentos de nos "dão" mais não sabe quantos de vida, acabam com as barriguinhas proeminentes, encharcam-nos em cálcio (acabando com as osteoporoses!), põem as balzaquianas ( e não só) uns verdadeiros espectáculos de esculturas, etc, etc, etc...


A segunda foram as declarações (ordens) dadas pelo Sr. Ministro das Finanças para que a Senhora lá do Norte ficasse em casa, de baixa, até uma nova avaliação do seu infeliz estado de saúde que Ele próprio acha de completa incapacidade.

Parabéns a ambas as entidades!


O Faz Tudo fica a aguardar que iguais receitas se venham a aplicar à mais vergonhosa, enganadora, manipuladora e vigarista publicidade, aos maiores agiotas existentes - os BANCOS!

Já agora gostava que lhe dessem uma razão convincente para que alguém que tenha sido "sócio-gerente" de uma qualquer empresa, acabando esta e logicamente o posto de trabalho, não tem direito a qualquer subsídio de desemprego, como outro qualquer empregado!

Bom, não quer por agora perder a pequena felicidade que as duas primeiras notas lhe conferiram!

terça-feira, outubro 30, 2007

o faz tudo não anda à rasca!







Pois não sabe!

Andam para aí a dizer que há quem escute as conversas telefónicas do pessoal!
É mentira, só pode!

O télélé do Faz Tudo não anda de certeza a ser escutado! pois caso contrário já estaria "dentro" pois que o vernáculo é muitas vezes utilizado e tal seria um atentado ao pudor!
Além daquelas conversas "malandrecas" que partilha com os amigos(as)! e os sarcásticos desabafos sobre os politiqueiros baratos da nossa terra!

Também sabe (disseram-lhe em off) que não há à venda, nem existe no mundo qualquer aparelho ou tecnologia capaz de semelhante ousadia!

É por isso que está completamente indignado com as declarações do SR. PGR!

Assim vai continuar a palrar da mesma maneira...

E não anda à rasca!

É só rir!

segunda-feira, outubro 29, 2007

o faz tudo tá porreiro pá!




















(tirada daqui)




Como é um autêntico protozoário, por favor expliquem-lhe o que é essa coisa do TRATADO DE LISBOA!
Para que serve e se serve para alguma coisa de jeito?
Alguém já o tentou ler?
Onde anda que não o encontra?

Referendo de quê?
Referendo para quê?
Quem vai referendar?

Não é muito melhor ir para a praia?

Sugiro uma moeda ao ar!
De qualquer modo é sempre para a desgraça!

Hoje o Faz Tudo está pior!

Não liguem!

o faz tudo à sombra





















(tirada daqui sem autorização expressa do autor
por manifesta impossibilidade de contacto)



Para desanuviar as ideias, o Faz Tudo, mais uma vez foi até Tumbuktu embrenhar-se nas suas cogitações, repensar tudo, saber se vale a pena ou não preocupar-se com o ram-ram da vida e inspirar o mesmo ar que rodeia os amigos e anjos da guarda, seguindo as orientações daquele velho conhecido sinaleiro que roda nos tacões esfarrapados das botas, mas não se engana!


Inspirou, fundo!

Pelas ruas pejadas de anónimos, metidos com os botões, passavam aos magotes problemas, enigmas, esperanças, desesperos, assobios para o lado, olhares para ontem, sem que alguém se inteirasse ou interessasse, excepto este caminheiro caminhando por caminhos mais ou menos esconsos, com a mente aberta e sôfrega de conhecimentos.

Deu-se conta da fragilidade vigente!

Um pouco abatido regressou sem que alguma dúvida se lhe tivesse sido desfeita!

Dentro de dias voltará lá, sentar-se-á à sombra de uma acácia rúbia, vermelha-esverdeada ou de um embondeiro sem vestígios de folhas e tentar perceber-se melhor!

A ver vamos!





sexta-feira, setembro 07, 2007

o faz tudo like a protozoário














(tirada daqui)



Um autêntico protozoário. É como se sente hoje!

Rodeado de um líquido estranho que posto em goblé ou tubo de ensaio, ao calor ou perto do zero absoluto, nada diz!

É invisível, não se sente, não cheira e não pesa!
( e não é, como diz a canção "cloreto de sódio"!)

Que raio!

Como qualquer amiba, vai mas é transformar-se em ser unicelular, abraçar aquele maldito e degluti-lo!

Só precisa que a cabeça se aguente e controle os movimentos!

Sempre, mas sempre assessorado por competentes investigadores e amigos que sugerir-lhe-ão a maneira mais radical de o fazer!

Bolas, que raio!

sábado, setembro 01, 2007

O Faz Tudo hermeneuta prolixo











Hermeneuta prolixo, continua por ruas de Tumbuktu, olhando e tentando estudar as mentes de quem o ultrapassa, encara ou desafia.

Há de tudo!

Aqueles em quem se acredita de imediato, aqueloutros de quem duvidamos e ainda a outra sub-espécie que é mentirosa por natureza e só apetece esganar!

Há de tudo!

Felizmente ao longo das ruas ora planas, ora nem tanto, vão aparecendo, saídos da calçada ou de respiradores quantas das vezes envoltos em fumarolas vaporosas, aqueles que nos orientam, dão carinho e ânimo.

Lá por aquelas bandas, em bando, esteve ontem!

Entre o Sol tórrido e a noite tranquila passeou-se acompanhado, junto ao lago vazio de preconceitos que em cascatas amistosas transbordava e, descalço molhava os pés!

Refrescou-lhe as ideias e deu-se conta que o mundo existe, com as maiores idiossincrasias! E se calhar ainda bem!

Depois comeu-se e bebeu-se lá numa já famosa rua de Tumbuktu... e foi muito bom!



quinta-feira, agosto 30, 2007

O Faz Tudo e os gradeamentos














(photo de Carlos AGM)




Há a modos que uns gradeamentos laterais ao longo da vida.
Não deixam passar onde muito bem entendemos e teimam em orientar-nos!

Implicam alterações no rumo que tínhamos delineado e quantas vezes perversos, o tornam sinuoso e até tortuoso!

Mas para tudo é preciso ter calma!

Ainda agora estava numa encruzilhada, lá para as bandas de Tumbuktu.
Era daquelas a sério!

Só direcções a seguir era para aí 8 ou 10!

Lá bem no centro, um sinaleiro bem disposto, rodopiando sobre os tacões esfarrapados das botas, olhando os caminheiros, indicava-lhes o caminho obrigatório.

Não se enganava!

Era um técnico em ler desejos!

__________________________________________________________________________

Vai meter gasóleo na carripana!

segunda-feira, agosto 27, 2007

O Faz Tudo e os guarda-chuvas




















Guarda-chuvas!

Passavam por ela e momentaneamente abrigavam-na ora de chuva copiosa, ora de Sol tórrido, ora tão só do vento, mas sempre com distinção e cortesia.

Eram de todas as cores e feitios!

Em comum tinham apenas a haste que terminava em U, onde habitualmente se põe a mão.

Ela reconhecida, sorria e agradecia a bondade e a filantrópica atitude.

Até que apareceu um enorme, tipo de jogador de golfe ou porteiro de hotel.

Exagerado como é no tamanho, também o era na prestação solícita de ajuda na defesa dela contra os elementos.

Sem que ela desse a entender o desagrado, acelerou o passo, apanhou o 767 e foi parar ao Campo dos Mártires da Pátria, onde entre a chuva diluviana, o sol raiava em todo o seu esplendor e o vento lhe levantava a saia que teimava em não subir!

Quando ela pelas 7 da manhã acordou, riu-se a bandeiras, aliás, a chapéus-de-chuva despregados!

E foi rapidamente mastigar um café e beber umas bolachas!




sexta-feira, agosto 24, 2007

O Faz Tudo reporter no café

















(photo de Carlos AGM)




Está no café da esquina a tomar o seu cafezinho pós-almoço.
Já o conhecem de ginjeira e ainda mal se acomodava na cadeira já o dito estava na mesa.

Prerrogativas de cliente frequente.

Entretanto ali à frente uma velhota com 3 dentes fala sozinha e para todos.
Não diz nada... dita palavras!

Ele, como surdo que é, não percebe patavina do que ela diz, mas vai deduzindo.

Perto da "estrela", noutra mesa, um barrigudo enorme enfarda umas cervejolas.

Um outro, cinquentão, saca do bolso das calças um monte de papeis, espalha-os e revê-os.
Contas e mais contas e papelinhos do multibanco... 20 euros lá no meio!

Duas jovens balzaquianas, frescas, de calças à pirata e T-shirt de alças, expõem os proeminentes seios que de propósito querem mostrar, mas que passam a vida com um tique a quererem tapar!

Lá mais para o fundo uma família banqueteia-se com uma bacalhoada assada que tem bom aspecto.
Os putos ainda estão sossegados!

Por lá perto dois jovens tipo BCP, com ares de quem tem o rei na barriga, falam de certeza de frivolidades, coisas sem qualquer interesse!

Aqui mesmo ao lado acaba de se sentar uma cliente que não sabendo o que fazer às mãos, vai à mala e saca da agenda, onde não deve ter nada escrito, mas dá para entreter!

Golo a golo o cafezinho já cá canta.

No alto de um alcantilado escadote, um electricista trata de remendar uma avaria no detector de fumos.
Pelo que lhe dá nota, palpita ao Faz Tudo, que está a olhar para os fios como um boi para um palácio!

4 trolhas e uma prognata dão entrada em cena.
Ao balcão, eles, pedem cerveja.
Ela, um pão com chouriço e para disfarçar, um sumo de laranja!

Diga-se que é nova e feia!
Os trolhas acabam de sair!
Daqui a meia-hora voltam, aposta!

Também já reparou que as mulheres usam agora umas calças cuja cintura é descaida e propositadamente mostram a lingerie inferior e não só!
Mas porque raio andam sempre a puxá-las para cima?

Olá!
Agora sim!

Alapou-se aqui à frente uma bela trintona!
Morena, cabelos longos e escuros, uma facies simpática e estruturalmente muito bem delineada!
O seu primeiro passo foi agarrar no telemóvel, marcar um número(?)
...o Faz Tudo está à espera da continuação....
... deve ter sido uma msn!
... poisou o télélé e bebe café.

Bom, vai mas é embora e acabar com a reportagem, senão nunca mais sai daqui!

Resto de bom dia!

O Faz Tudo e a caça à multa















Há falta de dinheiro!
Que grande novidade!
Para o arranjar ainda vão havendo algumas modalidades.

Mas sinceramente, sendo uma delas meter a mão no bolso do pessoal, não acha o Faz Tudo que seja a mais ética!
A nossa CML dá disso exemplos flagrantes, vidé a palermice dos radares!

A única coisa a que se destina é arranjar mais uns milhões para pagar aquilo que já deveria estar pago aos credores e... há que tempos!

Se fosse intenção baixar a sinistralidade (tão só) muitas outras opções haveria... mas não!
Do que precisa é de guita!

Agora vem o governo relembrar que detectores de radares são proibidos!

Sé ao invés, fossem permitidos de certeza que seria mais uma maneira de a velocidade diminuir e os acidentes serem em menor número, desde que os ditos fossem colocados, não em locais absolutamente estúpidos, mas naqueles em que estatisticamente são mais perigosos.

Mas qual quê?
É preciso é arranjar guita!

Aliás veja-se a simpatia da CML a avisar com 50 metros de distância a existência de RADAR! não é isto a mesma coisa que o detector faz?

Já agora que dizem daquelas chapas metálicas postas na Av. de Ceuta que além de darem trabalho às oficinas de automóveis, rebentam com a coluna do desgraçado do Faz Tudo!
Este que o diga pois sofre da mesma e anda à rasca com dores nas cruzes!

Se a situação piorar vai intentar judicialmente uma acção contra quem lhe está a dar cabo da saúde!

Oh! santa palermice!

terça-feira, agosto 21, 2007

O Faz Tudo e a publicidade






















(photo de Carlos AGM)



Fala-se para aí na necessidade de poupança a todos os níveis.

Até já S.E. o Sr. PR o veio ontem lembrar.

A nossa floresta, por interesses que ao Faz Tudo são alheios, virou eucaliptal e sabe-se porquê.

Portucel e afins têm que ganhar muito dinheiro!

Logo têm que vender muito papel!

Logo precisam de muita matéria prima!

O resto que se lixe!

O Faz Tudo foi, como quase todos os dias, à sua caixa de correio.

Caiu-lhe logo aos pés uma catrefa de de panfletos publicitários que para os apanhar fez um enorme sacrifício, pois anda à rasca das cruzes!

Não há paciência para esta papelada toda!

Será que alguém tem pachorra para ler e estudar esta tralha toda, em coloridos papeis e cheios de demagogia?

Os que caem na caixa de correio do Faz Tudo ainda vão parar à reciclagem, mas qualquer dia chateia-se e vai tudo para o lixo doméstico!

___________

PUBLICIDADE
AQUI NÃO
___________

foi chão que deu uvas!

Alguém que acabe com esta praga e pouca vergonha e ponha tento nestes publicitários!

Pode ser que assim apareçam, não mais malditos eucaliptos, mas a nossa bela flora que desde tempos imemoriais enchiam as nossas belas paisagens e não davam cabo dos solos!

Chega de tanto papel!

segunda-feira, agosto 20, 2007

O Faz Tudo viu o J.D.
















(photo de Carlos AGM)



Encarrapitado lá no alto do telhado, tronco nu, pincel na mão, cheio de tinta branca, lá estava Ele cheio de músculo, mas também de anos em cima, desafiando a gravidade e a gravidade da situação, sem rede!

Levou ao fim a tarefa de pintura das empenas da sua maison!

O Faz Tudo arrepiava-se todo, só de olhar!

Desceu e admirou a obra.

Gostou!

Esticou-se na espreguiçadeira ao Sol, dormiu e ressonou!

Grande J.D.

O Faz Tudo e a mão empurrada







(photo de Carlos AGM)



Não sabe quem lhe empurra a mão para a direita e faz com que surjam letras formando palavras!

Mas sabe que o sente!

Vagueando nos altos e baixos das invisíveis e irrepetíveis ondas encrespadas do mar, vê ali ao lado um cão cavando na areia fazendo jorrar um liquido de cor incolor, inundando o próprio mar!

Molhando-o!

Eles continuam a olhá-lo através das persianas semi-corridas, intrigados!

Vêem-lhe a mão a andar para a direita enquanto lhe vêem a cabeça num vai-vem absolutamente aleatório.

A onda cresceu e molhou-lhe os pés sem que tivesse dado conta!

Lá muito ao longe um paquete amarelo prenhe de gente que julgando-se de uma felicidade extrema, olham para cá e lhe acenam um sorriso também amarelo!

O Tio continua longe e em sinal de silêncio atira-lhe um camarão apanhado numa poça junto à rebentação.

Balde plástico, pés molhados, cansado mas firme, levanta-se e beija-o!

Não sabe que continua a formar palavras que soltas nada dizem!

Aquela planta horrível e carnívora murchou.

Era alta e passou-se a anã, sem forças para se alimentar.

Também não faz falta nenhuma!

Relva cortada.

Convidativa.

Outra onda molha-lhe os pés, ELA passa linda e vão tomar café.

À idosa, à janela, cai-lhe a guilhotina e abrindo-se-lhe os olhos, de cor também incolor, num lampejo, dá a volta ao mundo.

Vê tudo!

Até que tem os pés molhados!

Vai fazer uma festa ao cão antes que o céu lhe caia aqui ao lado!

segunda-feira, agosto 13, 2007

O Faz Tudo e os faunos



(photo de Carlos AGM)

Andam uns marafados duns faunos pelo bosque aqui perto do Faz Tudo.

De divindades campestres, depois de uns copos, andam agora a divertir-se à sua custa.

Parece que andam à sua procura para lhe atazanarem o juizo!

Já montaram as armadilhas e o engodo que usam até tem ar de inocente!

Mas têm azar porque o Faz Tudo não envereda pelas alamedas desconhecidas do bosque sem ser acompanhado por amigos - como Anjos da guarda - e que lhe vão indicando o caminho a seguir, depois de consultarem as estrelas e anotarem os vestigios deixados por aquela tropa.

E assim será até que os marafados desapareçam!

O Faz Tudo não se vai intimidar! nem que tenha que deitar a baixo o bosque e vender a lenha à Portucel!

E tem a certeza de que cada vez que tiver que cruzar aquela mata cerrada vai encontrar, não divindades com os copos, mas mais amigos que o orientarão.

Um dia, quando conseguir sem perigo atravessá-lo, talvez venha a público referir aqueles que o guiaram.

Para já um emotivo agradecimento aos ainda não nomeados, mas desde há muito enraizados - qual raiz aprumada e profunda - no seu coração.

Senti-los sempre perto é ter um lindo ramo das mais lindas flores sivestres!

Obrigado!

sexta-feira, agosto 10, 2007

O Faz Tudo num SPA










(tirada daqui)



Depois de um fim-de-semana de sopas e descanso, lá para os lados da Ericeira que melhor início de semana do que continuar na mesma onda e ir para um SPA?

Pois se assim o pensou, melhor o ajudaram a concretizar!

Check-in feito Domingo ao princípio da noite, instalação, sem data marcada para o check-out!

Sairia consoante o desenrolar dos efeitos benéficos dos tratamentos, adequados ao seu físico e mente.

Claro que ficou sem acesso às Internetes e daí que quem eventualmente o buscou, o não encontrasse!

Este post começou a ser escrito hoje, 4ª feira, dia 8 de Agosto, cerca das 23 horas, enquanto do PC saíam acordes vocais da Diana Krall.

Como verdadeiro SPA que se preza de ser, também neste, o recolher ao vale de lençóis, não será muito tarde!

Os resultados das primeiras “cosméticas” fizeram-no perder 6 quilos! E a volumetria diminuiu drasticamente! E isto só em cerca de 48 horas!

Milagre!

Psicologicamente, com o repouso, a audição quase exclusiva de jazz e clássicos, ainda de as “tratadoras(es)” serem gente nova, bonita, sorridente, de simpatia extrema, está quase perfeito!

Embora por contrato não possa sair, tem uma área de circulação suficiente e das janelas e varandas há paisagens lindas quer ao nascer, quer ao pôr-do-sol!

O Faz Tudo sente-se bem!

Vamos ver quanto tempo ainda por aqui andará, até porque contrariamente à concorrência, os preços da estadia e “tratamentos” não são nada de especial, bem antes pelo contrário!

Interrompe aqui – trazem-lhe um iogurte e compota.
Vai-se deitar e dormir.
Até porque para as coisas funcionarem bem, a alvorada é cedo!



… CONTINUA…


… CONTINUAÇÃO…


São cerca das 20 horas de 9 de Agosto e a jantarada aproxima-se.

Cheira bem e de aspecto não está nada mal!

Segue o deguste!

… … …

Acompanhados de uma água termal, o prato principal, respectivos acompanhamentos e sobremesa, foram deitados abaixo.

Convívio ainda à mesa, na sala de refeições, com gente boa, troca de opiniões e comentários à actualidade politica – aqui há sempre piadas sarcásticas e oportunas – transformam este pedaço de tempo num tempo quase sem tempo!

O dia hoje foi passado conforme o programado.
As actividades físicas deram-lhe para perceber que tem recuperado duma terrível falta de forças que o atormentava há uns tempos!

Claro que psicologicamente e por tabela, também se sente melhor!

Se tudo correr como está a pensar que corra, o Faz Tudo amanhã depois do almoço, pedirá a conta e fará o check-out!

Voltará aqui com certeza, quanto mais não seja, para parabenisar o pessoal que lhe tratou do corpinho e mente! E se alguma correcção ainda tiver que fazer, pois que seja neste SPA.


… CONTINUA…


… CONTINUAÇÃO…



Pois é 6ª feira e dada a evolução positiva do bem-estar físico e mental, o Faz Tudo, vai fazer o check-out e regressar a casa.

Passou neste SPA quase uma semana, onde de facto, confirmou a excelência do serviço a todos os níveis.

Carinho, sorrisos, disponibilidade, simpatia deste staff lindo, fazem com que aquilo que à partida possa parecer uma prisão, se transforme num local onde é possível estar-se bem!

E eis pois mais uma etapa ultrapassada da vida que tem que ser vivida plenamente, usufruindo-a o mais e melhor que se possa!

Para todos aqueles que eventualmente por este Blog passem, deixo, como não poderia deixar de ser, o nome do referido SPA:

HOSPITAL DE Stª. Maria

Para todos aqueles que com o Faz Tudo privaram, ajudaram, trataram e acarinharam, deixa aqui um singela oferta: esta flôr de que gosta muito!













(photo de Carlos AGM)

sexta-feira, agosto 03, 2007

O Faz Tudo no túnel

(photo de Carlos AGM)


A vida é como um filme em que a história pode começar pelo meio!

Ontem perto de Tumbuktu deu a pensar que estava a nascer e dava os primeiros sinais sonoros de vida.

Passava um enorme comboio de mercadorias carregado de almas vivas, nuns carris líquidos de cor indefenida, mas bela!

Parecendo-lhe a direcção correcta, seguiu-o e entrou num túnel!

Via-se-lhe o fundo e, de soslaio porque para trás não se olha, vislumbrou-lhe o início!

Era curto e tinha sido curto o trajecto!

Dada a velocidade, acompanhou-o a pé!

Ouviu o estridente apito de partida, envolto num nimbo alvo e grande.

Sentiu o calor da vontade de continuar.

Apanhou a estrada e começou a filmar outras fases da vivida vida.

Um dia, talvez, venha a gravar como foi o futuro!


Já tomou o cafèzinho...

Vai-se!

O Faz TUdo e o aeroporto de Lisboa!

(photo de Carlos AGM)


Isto é tudo uma grande fantochada!

Há 30 anos que praticamente se decidiu que o novo aeroporto de Lisboa, seria na OTA.

Gostava de ser mosca para ouvir as bastidónicas conversas que levaram a surgir a hipótese ALCOCHETE e mais recentemente PORTELA + 1.

Oh! se gostava!

E ainda não existe (oficialmente) lobby cá na terrinha, o que faria se houvesse!

É só rir!

Vai tomar uma bica matinal!

O Faz Tudo e o Sr. Félix



(photo de Carlos AGM)





O Senhor Félix um dia acordou e lembrou-se de por no olho da rua nada menos que 18 (dezoito) directores distritais da Segurança Social.

Pelos vistos estava nas suas competências!

Claro que o pessoal não se calou e, vai daí, toca a reclamar junto de quem de direito!

Resultado:

O Faz Tudo, em conjunto com todos vós, vai pagar as chorudas indemnizações.

Não seria mais ético ou deontológico e mesmo pedagógico que fosse o Sr. Félix a arcar com as despesas?

Daquela maneira também o Faz Tudo se auto-despedia!


quinta-feira, agosto 02, 2007

O Faz Tudo e a 3ª pessoa!



(photo de Carlos AGM)


É possível, deu-se agora conta que o facto de escrever sempre na terceira pessoa do singular, mais não é que uma tentativa de fingir!

Em tempos chamou-lhe Alter Ego, vendo agora a insistência , começa a pensar que é mesmo fingimento, o que o atrai!

Cada vez com menos paciência para os desesperados aparecimentos de outros, a fuga é para a frente!

Tem de há uns tempos e, isso por outras palavras lho têm dito, desaparecido!

Encolhe-se tal como o caracol e recolhe-se na casca dura e fresca, como se num convento a pão, água e muita onda de mar alterado ver e não poder rever!

Isto enquanto as cadeiras vazias à sua frente, contam estórias de encantar!

Uma das últimas era dum pescador de palavras soltas!

Escreveu um livro de 328 páginas totalmente em branco, durante um ano!

Alguns pensarão que já o conhecem e que desta maneira, nem sequer sui generis, lhe dominam a mente ou a alma!

É retorcido e inventa!

Certo que na invenção há muito de "eu".

Mas há tantos "eu" nos recônditos e profundos vales que, dúvida metafisica, jamais saberemos qual o verdadeiro ou se vive só, como o Robin antes de encontrar o Sexta-feira!

Tem desfrutado ao longo de uns quantos meses dum tempo que livre, o tem feito pensar.

E livre, passeando-se por ruas de Tumbuktu, tem dado de caras com vontade de viver!


Está ali ao lado um extintor prateado!

Vai-se!





Free counter and web stats