sábado, outubro 22, 2005

O Faz Tudo e outras latitudes



Agora que o Faz Tudo tem a famelga e uma "irmã", lá para terras de Santa Cruz, em bem merecidos dias de repouso, com muita praia e caipirinhas e, dado que ele não as acompanhou, pois o estupor do chefe não lhe permitiu uns diasitos de férias, apesar de o trabalho lá pelo escritório ser levado com uma perna às costas, deu-se conta, que apesar de em outras longitudes, mas praticamente nas mesmas latitudes, esteve há anos em desfrute daquele tipo de clima!

Lembrou-se dos ventos quentes, das chuvas diluvianas instantâneas, do paradisíaco cheiro das terras molhadas, das águas quentes e serenas do mar, dos odores do interior, só compreensíveis por quem já por lá tenha passado e desde que o órgão olfactivo não esteja em mau estado, das paisagens ímpares, desde cascatas de água a cálidos rios, a matas cerradas das mais variadas espécies, planaltos, morros, vales profundos, inenarráveis formações geológicas, da fauna surpreendente, desde a mais pequena formiga ao imponente elefante, passando por toda uma gama de bicharada, com cores e formas incríveis (até cobras com cornos!), da temperatura do ar sempre convidativa ao amêno cavaquear numa esplanada com uma bela imperial ou fino, com os respectivos camarões ou ostras, dos passeios de centenas de quilómetros, picada fora, com todo o gozo que só mesmo quem tem espírito e alma atrevida se pode deleitar, da sensualidade emergente daqueles povos, que talvez fruto da conjugação da temperatura com a humidade, cedo dá mostras de um imperioso chamamento da mãe natureza... de tudo isto o Faz Tudo tem uma nostalgia do tamanho do mundo!

Ah! e tudo o atrás descrito, fora do contexto turístico, o que dá verdade e não soberba, aos nativos e ou suas visitas!

Que a famelga e a "irmã" passem por lá, para onde foram, uns opíparos dias de satisfação, como disse, com muita praia, caipirinhas e divertimento!

O Faz Tudo com a ajuda doutros "irmãos", vai passar estes dias, com a tranquilidade que a ele próprio reconhece.

2 comentários:

ilhéujornaleiro disse...

Cá estaremos para dar o apoio necessário à tua solidão. Sobreviverás e estarás ainda mais forte para receber de volta as partes do teu coração que agora estão a gozar o merececido descanso...

solitário disse...

Cá para mim essa solidão era há muito esperada...
Que bom estar só...

Free counter and web stats