quinta-feira, outubro 13, 2005

O Faz Tudo tem andado a pensar...



O que fará correr gente, conhecida ou não, à disputa de lugares nas autárquicas ou mesmo nas cadeiras do parlamento?

Será que seriamente estão interessados no desenvolvimento e bem estar dos munícipes? ou no outro caso, se preocupam de facto com os problemas actuais e futuros do nosso País?

O Faz Tudo tem muitas dúvidas!

Algumas:
- Porque raio cidadãos de uma qualquer terra se candidatam à presidência de câmaras de outro lugarejo, quantas vezes tão distantes e que de certeza muito mal conhecem?
- Porque diabo uma qualquer pessoa se candidata a deputado num concelho, tendo nascido, sido criado e residido toda a vida, num outro?
- Porque insondável mistério o sujeito A promete, tudo e mais alguma coisa, fora o que vai oferecendo durante as campanhas, aos minícipes, para conseguir o almejado título?

- Porque será?
puro filantropismo?
abnegação?
defesa intransigente das necessidades das pessoas?
há assim tantas(os) Madres Teresas de Calcutá?

O Faz Tudo, torcendo o nariz, não acredita em nada do que estes senhores(as) dizem!

Com a simplicidade que a si próprio reconhece, o Faz Tudo, gostava de ver esta palhaçada acabar!

Elejam-se democraticamente os pretendentes, mas não sem antes se verificar se estão recenseados e são moradores, pelo menos, há mais de 10 anos no concelho a que se candidatam!

O que é que um tipo qualquer, p.ex.,recenseado em Lisboa e que aqui viveu toda a vida, vai fazer para, p.ex., Bragança, quando provavelmente nem no mapa sabe onde fica?

Exemplos há muitos!

E os resultados estão à vista!

Voltando à pergunta inicial, o Faz Tudo, é levado a pensar que deve haver alguma coisa de muito valioso, mas quer crer que não é nada que não possamos imaginar!

E que tal, já agora, um bocadinho de decoro?

... Pensar!

5 comentários:

Maria Papoila disse...

Eis um exemplo real:

O meu melhor amigo nasceu numa terra onde nunca chegou a morar e onde nunca votou, até às últimas eleições.
É militante do PSD, tal como toda a sua família.Desta vez,foram todos votar à terra onde ele nasceu. É que o Presidente da Câmara, pelo sinal do PS, prometeu-lhe um lugar na Câmara Municipal se ganhasse as eleições.
No domingo, 4 militantes do PSD lá foram votar PS.
Parece que finalmente o meu amigo vai ter um emprego. O primeiro em que não "fica a recibos verdes".
Ainda bem, eu quero sempre o melhor para os meus amigos!

Choninha disse...

Padrinho bom fim-de-semana. Beijo.

grzl disse...

venho ver se continuas a pensar e desejar-te um bom fim de semana.
um "Concelho" - conselho para ti: não penses mais nisso.

gostava que desses uma vista de olhos no blog http://www.planetaverde.blogspot.com, encontrarás algumas respostas.
(o post é de dia 13 Estou de Volta)
um abraço
graziela

ilhéu jornaleiro disse...

Meu caro

Nem tanto ao mar nem tanto a...Telheiras. A democracia continua a ser o pior dos sistemas de representação política...com excepção de todos os outros. Os problemas que por aí vão não são um exclusivo português e é preciso lembrar que as exigências de transparência aumentaram muito e ainda bem. Por exemplo, o famoso Churchill, que recebia avenças de várias empresas, não resistiria hoje a uma edição de um jornal sério.
Vamos, pois, ponderar os passos de gigante que se deram, interiorizar que é positivo que os eleitores saibam e queiram mais e melhor, mas convém deixar sempre fechada a porta da tentação totalitária - por ela o populismo entra como faca em manteiga.
Um forte abraço amigo

Carlos disse...

... obrigado à Maria Papoila, Choninha, Graziela e claro ao meu Ihéu Jornaleiro preferido!

... totalitarismo é palavra que não existe no meu dicionário!

... mas esta democracia começa a enjoar! solução para tal...só mesmo a busca incessante duma utopia, chamada anarquia (vidé dicionário).

... Faz-me lembrar, quando da minha fase marinheira, quando dizia aos convidados, que a bordo reinava uma democracia, mas quem mandava era eu!

... ultimamente tenho visto pouca democracia, muita prepotência, muito mandar calar, mas pior que tudo isso, ainda é a falta de esperança instalada na enormérrima maioria deste povo que à "beira mar" vive!

... é evidente que a esperança é a última coisa a morrer! e que enquanto houver vida, há esperança... mas cansa!

... além disso, há mais vida para além de... tudo o que quiserem!

... mas falem-me dos interesses instalados!
... mas falem-me dos desenfreados apetites por aurtarquias!
... mas falem-me dos inusitados desejos parlamentaristas de tantos!
... mas falem-me da vaidade de se ser Presidente da República, quando sabem que pouco ou nada podem fazer!

... lá fora é igual?
... com o mal dos outros podemos nós bem!!!

... lá no meu escritório reina de facto a verdadeira democracia, mandam os colegas e o chefe sujeita-se a seguir a opinião maioritária, sempre criteriosa, honesta, solidária, interessada no desenvolvimento, inovação e prestação de um bom serviço aos que procuram os seus "serviços"!



... já agora: e aquela luta de galos (perdão: galo X galinha) lá para as Alemanhas? que resultados virão, do desfecho, para mundo?

... atenção! estou cansado, mas não stressado! CALMA!

Xi-corações do que tenta estar sempre bem-disposto!

Free counter and web stats