sexta-feira, setembro 16, 2005

O Faz Tudo e o cócó de uma implosão



Agora que a poeira já assentou, o Faz Tudo reclama pela 1ª vez pela parolice do seu povo e respectiva classe dirigente, demonstrada aquando duma implosão de uns pequenos prédios, lá para os lados de Tróia.

Somos mesmo uma zurrapa!

Uma porcaria de três bombitas postas em locais estratégicos, que qualquer fogueteiro de Viana do Castelo faria, deitaram por terra dois "arranha-céus" em coisa de segundos, sem que houvesse condições especiais de cuidados, pois, que se saiba, não punha nada em perigo!

Mas para tanto, organizaram-se excursões, distribuíram-se binóculos, chamou-se a TV e rádios... até o governo e seu Chefe, que carregando numa alavanca a fingir, fingiu ser ele o detonador do acontecimento!

Oh! que pobrezinhos!
Palavra de honra!

Que tudo isto se passasse no Burundi, ainda vá que não vá!

Agora aqui no ocidente/ norte/ rico/ culto/ desenvolvido/ técnico... com franqueza!

Querem um fogo à séria?
Vão a qualquer romaria de qualquer lugarejo nortenho e com a vantagem de não terem de comer pó!

Não há mesmo nada neste País, actualmente, que se diga, valha-nos ao menos isto!...

Isto não existe!

PUM!

5 comentários:

gaZpar disse...

Mandaram-nos literalmente poeira para os olhos. E nem sequer foi o "carregar de botão" do Sócrates que causou a explosão. Foi um técnico algures... eh eh. Também fiz um comentário sobre isto no meu. ;) Hugz

Carbono disse...

Não foi PUM!!! caro solrac.
Foi mais assim como um "pfffffftttt" prolongado.
Tipo de pantufas!

carmuue disse...

como diria o Miguel Fallabela: Pobre é um horror!

Maria Papoila disse...

PUM e isto por cá cheira cada vez pior....

Phil_Cat disse...

Eu não teria escrito melhor... é bom saber que ainda há alguém neste país com alguma coisa na cabeça.

Free counter and web stats