quarta-feira, dezembro 21, 2005

O Faz Tudo e alguém que conheceu o seu Pai


(foto de Anne Geddes)




O Faz Tudo já repetidamente tem dito que tem na sua formação cívica a influência de pessoas que toda a vida foram integras.

Fica pois com a maior alegria sempre que encontra ou conhece alguém que com elas conviveu e delas falam com carinho, reconhecimento e admiração, enaltecendo as suas virtudes!

Assim aconteceu, uma vez mais hoje, quando no escritório, apareceu acompanhado por um habitué, alguém que depois das apresentações, lhe falou de seu Pai.

O Faz Tudo ficou atrapalhado, com a lágrima ao canto do olho, com os elogios à personalidade e aos denodados desempenhos profissionais, do seu Pai, já ido.

É bom haver gente reconhecida e reconhecedora de almas boas!

Claro que o Faz Tudo não tem a veleidade de se equiparar ao Pai, mas tem no seu imo, a saudade dos seus ensinamentos!

Um dia, promete, será melhor!

3 comentários:

grzl disse...

não precisas de melhorar. és um ser humano maravilhoso.
um abraço
graziela

Carlos disse...

... um beijo Graziela!

... xi coração ao Duarte!

T. disse...

Olá, Tio! Obrigada pela sua mensagem cheia de esperança! Tou muito fixe!
Mas, só que não vou ficar sentada ... Faço muitos kms a pé por dia!
Bjs

Free counter and web stats