quarta-feira, janeiro 11, 2006

O Faz Tudo não é de intrigas



O Faz Tudo não é de intrigas!

Aproxima-se o dia 22, dia de eleições presidênciais.

Conhece o suficiente da cada candidato, para ter que ver debates, ler nos jornais ou ver nas TVs o dia-a-dia das campanhas, com vista à formulação do seu voto.

Limitou-se a assistir a quase todas as entrevistas duplas que foram feitas nos ecrans, apenas pelo gozo de ver ao vivo, como se pode falar sem dizer nada! Não é fácil!

Nada mais!

Infelizmente a todo o momento e, mesmo quando não apetece mesmo nada, aí estão os media (todos e só para vender!) a darem notícias do "campeonato".

Gostava que as campanhas fossem feitas sem a intervenção dos ditos media (utopia!).

Gostava de ver os resultados!

Desde há que tempos aquelas elegeram um dos candidatos para próximo P.R..

Repete, gostava de ver os resultados!

O candidato, actualmente na frente, segundo as sondagens, será provavelmente o nosso P.R. seguinte.

Mas seria que o seria se não fora a "publicidade" que gratuita e duvidosa, lhe fizeram?

O Faz Tudo tem as suas dúvidas!

Por isso, em consciência, sem infecções provocadas pelos vírus da comunicação social, com o sistema imunológico ainda a funcionar e com o Alzheimer ainda não residente, o Faz Tudo sabe desde o início em quem vai por a cruz!

Vê toda esta "feira" como uma verdadeira chachada!

Não venham dizer que não tem razão!

Que saudades do Galo de Barcelos!!!

15 comentários:

FM disse...

Não há naturalmente vencedores antecipados.
Pessoalmente,estou convencido que o candidato que as sondagens apontam como provável vencedor, vai efectivamente sê-lo.
Se assim for,vamos ter um Presidente eleito pela Comunicação Social?
Ninguém vota por convicção?É tudo obra da Comunicação Social?Numa coisa estou de acordo contigo,que esta, de uma forma geral tem deixado muito a desejar,lá isso tem.Daí a tentar arranjar uma antecipada justificação como essa, para uma derrota altamente previsível do candidato mais mediático, não estou de acordo.
A propósito, isto das sondagens deve estar a ser uma grande mina.E que tal pensar num franchising?

Carlos disse...

... aquilo que o escriba propunha era que não houvesse a comunicação social a falar sequer de eleições! (utopia é claro! - é apenas um exercício).

... gostaria de saber se o resultado seria o mesmo?

... tem as suas dúvidas!!!!!

... alguém terá certezas?


Xi

Anónimo disse...

Não consigo entender as vossas dúvidas. O Prof. venceria sempre estas eleições com um adversário como o MS. Será que não entendem que a idade conta e muito, também a arrogância de salvador da pátria é absolutamente irritante. O tempo dele já passou, o Portugal de hoje não é o mesmo de há 20 anos atrás, há muitos eleitores jovens de hoje que não se identificam com ele nem com as suas ideias. A comunicação social como sempre tem tendência para se colocar do lado vencedor. A campanha que o MS tem feito tem sido um desastre, como alguém dizia não pode ter corrido pior. Até faz pena. Porque será que 20% do eleitorado do PS vota Cavaco? O problema é que tudo isto foi uma má escolha do PS. Conheci alguém "entendido" nestas matérias que há uns anos atrás escreveu num papel à laia de profecia que o futuro Presidente da República seria de esquerda, como se enganou, e como eu lamento não poder actualmente discutir este assunto. É a vida...
No fundo , no fundo todos sabem que o Cavaco se vai entender com o Sócrates.



Apoiante de Cavaco e admirador de Manuel Alegre.

Ilhéu jornaleiro disse...

Quero recordar ao (à?) apoiante anónimo(a) do «professor» que Cavaco cumpriu, julgo eu, 67 radiosas Primaveras. Quanto a Manuel Alegre, celebra este ano «jubilados» 70 anos. Ou seja, o argumento da idade, nestas eleições, pesa para os três principais candidatos - admito que em proporções diferentes, embora Soares transmita um vigor físico e anímico sem igual.
Quanto ao facto de o próximo Presidente da República ser ou não de esquerda, talvez o tal «profeta» não se tenha enganado assim tanto. Cavaco tem passado a campanha a «piscar o olho» a José Sócrates e ao PS, contará com um número substancial de votantes habituais da esquerda democrática e define-se como «social democrata». Ora, que eu saiba, a social democracia sempre esteve no centro esquerda. É ou não verdade que Cavaco nem sequer pronuncia o nome do partido mais à direita (O PP)que o apoia? Um homem do centro esquerda não faria melhor...

Jorge disse...

ah...ah...ah...!tens cá uma lata!Não pereds nem a feijões meu safardana...
Perdes: toma e mete na tulha, bem to dizia eu,... e que ainda por cima não sou gente a quem se d~e credito,Hum...!!! que nem sequer sei quem sou.
Viva O Zamora F.C.

Anónimo disse...

Não faltava mais nada. No dia 22 festejar o Cavaco como sendo uma vitória da esquerda?!...
Oh Ilhéu esta não lembrava a ninguém!
Saudações esquerdistas e cuida-te

Anónimo disse...

Porque será que os argumentos dos apoiantes de Soares são todos iguais aos do "chefe", patéticos e irreais. Faz confusão como é que pessoas ditas "inteligentes" têm tanta falta de objectividade!
Por uma vez assumam que se enganaram e que avaliaram mal a situação, que outros menos preparados, com menos conhecimentos da matéria mas mais objectivos e com os pés assentes na realidade se aperceberam desde o início!
O que faz falta é saber avaliar o "país real" e não se movimentar apenas num meio viciado.

Para informação dos mais distraídos o Cavaco há 1-2 dias já proferiu o nome do CDS PP.

Apoiante de Cavaco e admirador de Manuel Alegre.

FM disse...

Mau caro ilhéu jornaleiro,perante tal opinião, o melhor será e de uma vez por todas, acabar-se com as designações completamente esvaziadas de conteúdo de esquerda e de direita.
Aliás,a prática diária e de há muito,já o demonstrou inequivocamente.
Se assim é,o actual discurso de todos os candidatos contra o papão da direita que aí vem personificado na pessoa de Cavaco Silva não faz qualquer sentido, afinal o homem até é capaz de ser de esquerda!!! Hoje mesmo,ou melhor,ontem dada a hora, ouvi o Garcia Pereira dizer que se o Freitas do Amaral se tivésse candidatado a estas eleições presidênciais, ele, Garcia Pereira, não se teria candidatado pois estaríamos muito bem representados.
Há por aqui qualquer coisa que me está a passar ao lado.
Um abraço.

Ilhéu jornaleiro disse...

Quero apenas recordar que, neste caso, não me enganei. Sempre fui contra a candidatura de Mário Soares - estás escrito...e cheguei a dizê-lo ao ex-Presidente. Não era difícil prever os riscos, para Soares e para quem o aprecia, de uma tal iniciativa.
Quanto ao perfil político de Cavaco, aqui vai a transcrição de um diálogo com jornalistas, há três dias (neste caso, não é necessário acrescentar «atrás», uma vez que a utilização do verbo «haver» remete para o passado; por sinal, é uma redundância cometida, com frequência, por figuras de primeiro plano da vida portuguesa...)
Jornalista - As últimas sondagens dizem que cerca de 20 por cento do eleitorado do PS está a pensar votar no senhor. Qual é o seu comentário?
Cavaco - Tenho a esperança de conseguir bem mais de 20 por cento do eleitorado do PS...

Por muito que lhe custe, meu caro(a) apoiante de Cavaco e admirador (a) de Alegre, não será ainda com Cavaco Silva que a direita chegará ao Palácio de Belém. Mudará, é certo, o «tom» da esquerda a ocupar a Presidência, mas a verdadeira direita provavelmente nem sequer irá às urnas. É ver as declarações do «Pedrinho», é ver o silêncio do «Paulinho»...

Anónimo disse...

Às tantas também sou de "esquerda"!
Neste momento arranjam todas as desculpas para justificar a situação.
As declarações do "Pedrinho" só demonstram que ele é menos inteligente do que se pensa,e como dizia um jornalista agora na moda -...o PSL não percebeu nada do que lhe aconteceu...
A propósito são de pasmar as declarações da Matilde Sousa Franco sobre a intenção do MA ir visitar a lota de Matosinhos e homenagear o marido. É o que dá ocuparem lugares por recompensa de favores políticos...

Apoiante de Cavaco e admirador de Manuel Alegre.

FM disse...

As declarações do "Pedrinho" são as do costume.Se não forem deste calibre, como vão ajudar à manutenção das shares televisivas,à venda de jornais,à solicitação de comentários aos comentadores políticos,etc.,etc.,
etc.
Como vai ele continuar a viver?O homem está vivo e anda por aì,mas tem de ser visto,certo ?
Quem se revê na candidatura de Mario Soares só tem mesmo que agradecer,pois e de acordo com declarações deste último, descobriui-se que, afinal,a direita estava dividida.
Mas,pensando melhor e tendo por base as informações e conhecimento que nos comentários deste blog vou bebendo,só mesmo a esquerda está a concorrer à Presidência.
Afinal está ainda mais dividida do que se poderia imaginar.
O silêncio do "Paulinho" é nem mais nem menos do que aquele a que nos tem vindo a habituar,desde que deixou de ser Ministro da Defesa e do Mar.

Ispérança disse...

Caro amigo Faz tudo, parece que o que está a dar é “postar” sobre as eleições, dada as discussões acesas que tem gerado neste bolg. Todos têm opiniões claras e por vezes emocionais, sobre os candidatos, nomeadamente Cavaco, Soares e Alegre. Esta divisão de direita e esquerda está de facto muito diluída. Quem diria que o Sócrates era de esquerda se não fosse militante do PS? Nessa perspectiva, o candidato que partilha mais opiniões, posições e orientações estratégicas com o actual governo parece ser o Cavaco. Será que por isso o Prof. é de esquerda? Não me parece. Cá por mim estou fora da guerra Soares - Cavaco, elegi o Alegre como o meu candidato. Uma pessoa que antes de se candidatar não me dizia nada, por parecer demasiado de esquerda dentro do PS, um ideólogo do socialismo caduco. No entanto, a comunicação social tratou de nos mostrar ou, deixou que se revelasse, um outro homem, muito mais moderado, não instalado na política e independente. Um grande senhor da democracia e que não ficará calado sempre que questões importantes para a maioria dos portugueses e para a nação sejam colocadas por qualquer governo. É tudo uma questão de confiança. Para além disso é simpático, elegante, bem-falante, possui ainda uma voz encantadora e uma postura de grande estadista. Um charme, querem mais?

Ilhéu jornaleiro disse...

Curioso ver como os apoiantes de Cavaco são, em muitos casos, «admiradores» de Manuel Alegre.
Eles (elas...) lá sabem qual é o adversário que menos ameaça a provável vitória do professor social democrata...

Anónimo disse...

Neste momento até é o MS quem menos ameaça a vitória do meu candidato, como disse o Marcelo Rebelo de Sousa, não obstante o apoio em peso do governo, a propósito, vergonhosa a intervenção do Min. Santos Silva.


... quando o MS precisava de conselhos de amigos só apareceram cortesões...
Miguel Sousa Tavares in "Expresso"
Eu acho que mais que cortesões eram candidatos ao "tacho".

O MA não ataca de forma cega, tem classe e muito mais que não digo aqui...

Ilhéu jornaleiro disse...

Veremos, no domingo, quem é o segundo candidato mais votado. Estou convencido que a questão ainda não está arrumada, apesar do que possam indicar algumas sondagens.
Quanto a Manuel Alegre, tenho, por ele, admiração intelectual e respeito pessoal, mas demonstrou, ao longo da campanha, falta de consistência política para ser Presidente da República. Não servem, para as funções presidenciais, as outras coisas que o anónimo (a)anterior «não diz aqui...»

Free counter and web stats