terça-feira, janeiro 17, 2006

O Faz Tudo, o 78, o Metro e a cebola



Apanhou o 78 lá para os lados de Telheiras.

Agarrado com unhas e dentes, conseguiu vencer a tendência para a queda provável, pelas curvas, ora para a direita, ora para a esquerda que quase em derrapagem controlada, o condutor fazia!

Adorou!

A adrenalina andava no ar!

Agora Metro!

Leitura, por cima do ombro do metro-viajante que grudado seguia:

As mulheres com cheiro a sovaquinho mal lavado, ou antes, por lavar há muito, são propensas a mais "conquistas"!

A adrenalina aumentou!

Fez o resto da viagem de nariz no ar à procura daquele odor tão típico da cebola, já um pouco apodrecida, mas para "azar", toda a gente cheirava bem ou simplesmente não cheirava a nada!

Pouca sorte!

Ainda chegou a pensar que hoje seria um dia de "sorte"!

Uns quantos empurrões a uma dama mamalhuda que queria entrar antes de o Faz Tudo conseguir sair, a metro-viagem acabou.

A penantes lá se dirigiu para o Hospital de Stª. Maria onde uma equipa ternurenta e simpática o esperava para um exame médico que se escusa de relatar!

É aqui, na breve espera, que o Faz Tudo rascunha este que irá publicar mais daqui a bocado.

Até já, estão a chamá-lo!

ps:
estava tudo bem! obrigado!

6 comentários:

Carlos Barros disse...

há duas coisas que eu adoro nos transportes publicos:
uma é que consigo pensar que estou no lisboa dakar...a outra é que, pois já n´~ao me lembro.
abraço e boas viagens e já agora uma sardinha

relampago disse...

ah ah ah ah ah-....é muita bem feito....

beijos.


(e sou eu...a que ontem foi "traída"...:)coisas de arouca...

grzl disse...

que bom que está tudo bem.
como é que se consegue "travar" um relampago tão impetuoso? intercede a meu favor.
que acolhedor que é o teu escritório. obrigada pela forma como nos recebeste.
um abraço
graziela

FM disse...

Mas que sorte a tua, nem um cheirinho a cebola, será que o país real está a mudar?
Mas...vendo bem, como vamos poder continuar a alimentar histórias verdadeiramente hilariantes que tais ambientes nos proporcionam?
Não será melhor rever a situação?
Fico feliz por saber que está tudo bem contigo.
Abraços.

Anónimo disse...

Amigo faztudo:

Ainda bem que tudo está bem. Folgo em saber que foi bem tratado em Santa Maria, ainda há doentes que preferem os hospitais públicos e não têm que recorrer aos H. privados...

Sic Notícias, ontem noticiário das 23h. - O seu amigo entrou na onda do Delgado: perca da imparcialidade
e pouca objectividade. É a vida... Está a perder o estilo que o tornava "diferente" não admira...

Choninha disse...

A feromona ou hormona social a adrenalizar a vida do tio, sempre em busca do desconhecido; assim é que é: misture-se com o povo para sentir o pulsar (e os cheiros) da massa lusitana!

Beijinhos extensíveis a uma Libelinha.

P.S. Ainda bem que tudo está bem!

Free counter and web stats