sexta-feira, novembro 25, 2005

O Faz Tudo e ainda a amizade




Descobriu, de Vinicius de Morais e não resistiu a publicar:

"Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida... mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure sempre..."

Ámen!

3 comentários:

Maria Papoila disse...

É bonito, mas muitas vezes, os nossos amores são também os nossos amigos.

TMara disse...

já conhecia, mas há smp um encantamento ao ler. bj de luz e bom f.s

Anónimo disse...

Porque será que os nossos amores quando acabam não ficam nossos amigos?

Free counter and web stats