sexta-feira, novembro 11, 2005

O Faz Tudo e o ser ou estar só (2)



Foi o post referido em título, visitado e comentado por vários Fazedores!

Atendendo ao anonimato ou pseudónimos, não sabe logicamente quem são os seus autores.

Contudo, lendo-os, o Faz Tudo apercebeu-se que há gente , não o querendo!

Aquando da sua feitura, tão só tinha em mente fazer um exercício académico-intelectual e, claro, pôr pessoas a pensar e a introspeccionarem-se.

Sabe que há :
quem queira ser só!
quem queira estar só!
quem não queira uma coisa ou outra!
quem titanicamente lute para que tal não lhe aconteça!
quem, deixando cair os braços, se resigne!
quem esteja permanentemente rodeado de gente e que no íntimo, está só!
quem esteja só e permanentemente se sinta acompanhado!

Ser ou estar , pode-o ser por opção!
Ser ou estar pode-o ser por imposição (de qualquer "ordem")!

Fundamentalmente a estes últimos e para que não restem dúvidas, o Faz Tudo, que não é médico, receita:

lutem!
lutem por aquilo que querem!
Não baixem os braços!
Façam das tripas, coração!
Vão em frente contra todos os quixotianos castelos e ataquem-nos!
Há mais forças para além do que qualquer um de nós imagina!

ou então:

desistam!

O Faz Tudo apoiará quem quer que seja, desde que se aperceba que a opção tomada, foi tomada em consciência e com determinação!

Mas também reconhece que há becos, aparentemente, sem saída!

Façam-lhe o grande favor de tentarem ser felizes!

16 comentários:

o solitário disse...

... Se calhar, as estrelas só estão iluminadas para que, um dia cada um de nós possa encontrar a sua. Olha para a minha, está aqui mesmo por cima... mas está tão longe!...

Consegue perceber isto?

Carlos disse...

... sem pretensiosismos: SIM


Xi

Anónimo disse...

Parabéns Faz Tudo! Um dia feliz para ti.
Voltando ao assunto solidão:
Faz tudo, nós os “sós” lutamos, tentamos ser felizes, mas talvez não o suficiente. Quem sabe, com o tempo nos habituamos a estar sós por opção e não por imposição…. quem sabe um dia a luta dá resultado e deixamos de estar sós… a esperança é sempre a última morrer. Continuaremos a tentar ser felizes!

grzl disse...

Muitos Parabéns. Muitas Felicidades.
Muitos Amigos, também para que nunca te sintas só.
Um grande abraço.
Conta lá como foi a festa.
graziela

o solitário disse...

Pelo que presumo o Solrac faz anos.
Parabéns e que continue a ser positivo e encontrar motivos nesta vida para se divertir.

Carlos disse...

... do fundo do coração, o meu muito obrigado a todos quantos aqui ao lado ou mais distanciados geograficamente, se lembraram de mim!
... Conhecidos, anónimos ou sob pseudónimos estão "cá dentro"!

... hoje é um dia especial, além do Xi vão também beijos!

o solitário disse...

Ainda a propósito da solidão, sabe que a vida é feita de desencontros e se às vezes surge a possibilidade de agarrarmos a nossa "estrela" ela pode não estar dísponivel para isso nesse momento e quando realiza o que perdeu pode ser tarde... hoje estou especialmente nostálgico, no meio da barafunda de papéis velhos, encontrei algo que me avivou o peso da solidão...
De qualquer forma fico feliz por saber que há quem goste de viver.

Carlos disse...

... especialmente para "o solitário":
... há de facto estrelas que quantas vezes parecem estar mesmo por cima de nós e ao alcance de um braço! Mas estão tão longe!!!!...
... também as há que são cadentes e de vida efémera!!
... e há umas outras que nos enganam, pois não passam de planetas que se limitam a girar à n/ volta e nunca, ou quase nunca se aproximam demasiado!

...considero-me uma "verdadeira estrela", pois estive, estou e estarei sempre ao alcance da mão que lhe for estendida com desejos de paz interior, desabafo, choro ou riso, desde que puros e conscientes!

...noutro registo e quando descobrir quem é este "anónimo", falaremos mais profundamente e quiçá possamos fazer auto-análises!
... sou contactavel, pois ando por aí!

... também é bom, mesmo que com nostalgias, remexer nos "papeis velhos"...

Xi

TMara disse...

dizes mtº bem. existem todas esssas categorias. quem não está bem estrebucha, vai à luta, quem está, deixa-se estar e ser. Parabéns então pelo 1º aniversário. Boa semana. Bj de luz e paz :))

Anónimo disse...

Todos deveremos e ficamos felizes com quem gosta de viver e sabe aproveitar o que de bom a vida lhe proporciona. Não existe o sentimento de inveja ou o de querer ser como os outros. Cada um tem a sua vida, não digo que o mereça, mas o que conseguiu conquistar até ao momento ou apenas o que o destino lhe proporcionou.
Não existe saudades do passado, nem arrependimentos, existe é sede de um futuro melhor e que este sentimento de solidão se desvaneça, seja como for.

T. disse...

Oi! Ó ingrato! Então, mandei-lhe um bolo e um presente...não há por aí uma fatia que sobre? Então afinal aonde é que está essa «generosidade» toda... Cuidado que anda por aí muita gente «carente»...

T. disse...

Ah! Vi o comentário do blogue Escritas e Pinturas e já «realizei» que houve festa da grossa... Claro, só para amigos do peito...
Aparece aí uma figura muito «elogiada»,será a da Libelinha, que tão bem conheço? Será que o «escorpião» merece uma «doçura» dessas? Ah! que grande «picadela»...

Choninha disse...

Atrasada mas com direito legítimo a ser desculpada, sem net em casa e sem o seu nº de tm, só agora mando o meu beijo de parabéns ao Solrac, outro amigo escorpião, PARABÉNS tio!

Carlos disse...

... mais uma vez obrigado a todos(as) quantos(as), pelas mais variadas formas, me fizeram chegar os parabéns e votos de saúde!

... beijinhos para todos(as)


Xi

Anónimo disse...

Voltando ao tema da solidão, existe quem subentenda destas palavras do Faz Tudo sobre ser ou estar só, que nós os “sós” somos considerados de medíocres. Quero deixar expresso, que pela parte que me toca, e penso que também falando por muitos outros que se encontram na mesma situação, não nos sentimos diminuídos relativamente aos outros. Apenas atravessamos uma fase da vida, que esperamos que seja passageira e curta, em que verdadeiramente nos sentimos sós ou estamos realmente sós, mais uma vez citando, por opção ou imposição.

Carlos disse...

... relativamente ao último comentário, dá-me a entender que o Anónimo, não me conhece de facto!
... É totalmente contrário a minha maneira de ser, rotular quem quer que seja, pela sua atitude perante a vida!
... jamais me passaria pela cabeça considerar medíocre quem, por qualquer vicissitude esteja só, não o querendo.
... são, aliás, momentos (os de solidão) que fazem, quantas vezes, que dela saiamos, com outro espírito e vontade de viver!
... Vale a pena uma introspecção profunda, uma análise à crise momentânea e ganhar forças para combater, lutando por aquilo que tanto se almeja!
... nada no meu pensamento faz com que considere, portanto, medíocre seja quem for, tirando eu, porventura, pouco erudito na transcrição para a escrita do que me vai na alma!
... penso ter esclarecido este ponto!

Free counter and web stats