terça-feira, março 21, 2006

o faz tudo no dia da poesia



Apanhando a boleia da Choninha e atendendo aos posts anteriores, mais oportuno não poderia encontrar!



do Zé Carlos Ary dos Santos:




Serei tudo o que disserem

por inveja ou negação:
Cabeçudo dromedário
Fogueira de exibição
Teorema corolário
Poema de mão em mão
Lãzudo publicitário
Malabarista cabrão.
Serei tudo o que disserem:
Poeta castrado não!



O Faz Tudo limita-se a dizer:

Ámen!

1 comentário:

T. disse...

ahahahah!
E fotógrafo castrado também não...
É só pegar na maquineta e «zumba», «zumba», «zumba»...

Free counter and web stats