segunda-feira, março 20, 2006

O Faz tudo vai pensar



Como continua a haver pessoas que teimam em enfiar "carapuças" (perdoem a pimbalhice), a propósito de escritos do Faz Tudo, quando este se limita, a por a nu a sua "estranha", misto de paranóica e autista maneira de ser que, auto-crê ser verdadeira, nunca dirigidos a alguém em particular (a menos que o post o refira taxativamente)...

... vê-se na possível tomada de atitude drástica de criar um outro, mas secreto e jamais publicitado blog, onde se despirá de preconceitos, borrifando-se completamente na opinião alheia, tornando o Faz Tudo num espaço meramente recreativo, feito à base de faits divers...

... Assim, já com textos pendentes para publicação que submetidos à apreciação de alguém, tendo sido feitos no mais puro conceito ideológico, não perpassando, nem tangencionalmente roçando qualquer acontecimento personalizável, foi aconselhado a não o postar, pois que seria inevitavelmente ligado a terceiras pessoas que, como atrás dizia, poderiam enfiar a "carapuça"!

Como sente que a sua liberdade de pensamento está a ser coarctada... vai, tal como Rodin representou... PENSAR!

A decisão é só e exclusivamente do Faz Tudo!

Está a quente e não quer precipitar-se!

Aconselha o bom senso a dormir sobre o assunto!

É o que fará!

Dará novas da opção tomada!

De qualquer modo e qualquer que ela seja, assumirá as consequências, com a consciência tranquila, como sempre teve, quer queiram, quer não!

Deixará de ser problema seu!

5 comentários:

Antonio Stein disse...

Ó caro amigo " Faz tudo",

borrife-se para as carapuças!
Gosto de o ler o que não significa obrigatóriamente que estejamos de acordo (como por exemplo com a atitude de Mário Soares, que tenho uma opinião bem distinta) com tudo o que escrevemos.
Quando escrevo, Sou Eu!
Gosto de o ler porque o "faz Tudo" também é genuino!

Ora aí está um motivo para continuar a escrever e a escrever-se,como alguém por aí, muito bem diz.

Chapéus(carapuças)há muito(a)s !
Um abraço

Carlos disse...

... o meu 1º agradecimento, António.

xi-coração

grzl disse...

oh amigo deixa-te de coisas.Gosto do que escreves e como escreves.e porque não ignorar as pessoas que enfiam as "carapuças". que eu nunca me apercebi de nada. acho até que és bastante consensual.
PENSA e de cide o que for melhor para ti e para os teus amigos.
um abraço
graziela

Anónimo disse...

meu querido faztudo ve lah o que fazes nao me estragues o meu ritual de ah jah um ano de fazer o meu cafe e com o cigarro na mao vie ver os teus pensamentos.... ou como dizes os teus escritos fait divers.
jah tou velha pra mudar rotinas.

fazes-me falta.
troya

FM disse...

Vamos pôr um ponto de ordem nessas tuas reflexões.

Se o meu exemplo vale de alguma coisa para ti, segue o meu lema:

escrevo porque me dá gozo e prazer e todos aqueles que, com ou sem razão, se revêm em tais escritos, têm duas opções:
ou continuar a ler-me ou pura e simplesmente ignorar-me.

Sorte a deles pois eu só tenho uma:
continuar a escrever.

Nunca te esqueças de uma coisa muito simples:

anda por aí muita gente que, por uma ou outra razão, ou até mesmo à falta dela, pouco ou nada mais têm para fazer do que andar a chafurdar na vida alheia e como tal, tudo o que se escreva, pode e muito bem, ser-lhes aplicado, mesmo quando o não é.

Outra coisa ainda mais importante: não deixes nunca de seres quem és e de fazeres o que te dá prazer.

Como diria um qualquer fã do poeta Bocage:
caga no assunto e mete ao peito!!!

EXIJO portanto que continues com o FAZ TUDO, fazes também parte das minhas leituras diárias e dá-me muito gozo dar-te na cabeça, pois como muito bem sabes, discordo muitas vezes das tuas opiniões!!!

ABRAÇOS.

Free counter and web stats